Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

riscos_e_rabiscos

.

.

Dos outros e eu.

Quando alguém vai passar por uma situação complicada ou importante, gosto de dar o meu apoio, de torcer muito para que corra tudo bem. Desejo-o do fundo do coração, com sinceridade e despretenciosamente.

 

Sou assim, grande parte das vezes dou mais importância aos outros do que a mim. Umas vezes inconscientemente e outras vezes tendo plena consciência deste facto.

 

Ultimamente tenho passado por algumas situações com alguma delicadeza. Aparentemente não são tragédias mas são coisas sobremaneira importantes para mim e para a minha vida. São coisas que mexem muito , demasiado, comigo e com as minhas emoções, e que todo o apoio, palavras e ombros amigos, são benvindos.

 

E é aqui que reside o busílis da questão. Sinto que quando mais preciso de apoio e que me confortem com miminhos, as pessoas desvalorizam aquilo porque estou a passar. Dizem-me coisas disparatadas e que em vez de me tranquilizarem ainda me deixam mais inquieta. Outras vezes ignoram, fingem que eu não disse nada.

 

Será que eu sou assim ão chata? Não poderei eu viver os meus próprios dramas e merecer umas palavras doces de consolo? Há alturas em que isto me fica a matutar na mente mas ainda não consegui obter quaisquer respostas...

 

 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.